Diferentes tipos de Módulos Fotovoltaicos

23/04/2019

 

Módulos Fotovoltaicos: tipos, vantagens e desvantagens

 

Quando o assunto é energia solar, muitas pessoas pensam que “é tudo a mesma coisa”, mas não é bem assim. Cada sistema fotovoltaico é único, podendo variar tamanho, potência, material e muito mais. Hoje vamos te explicar melhor sobre os tipos de módulos fotovoltaicos. Existem três principais tipos de tecnologia relacionadas aos módulos fotovoltaicos: Monocristalino, policristalino e filme fino. Cada um deles tem suas vantagens e desvantagens e se adaptam melhor a determinadas situações.

 

Silício

 

Dois dos principais tipos de módulos (o mono-cristalino e o poli-cristalino) são feitos a base de silício por diversos motivos, mas principalmente por sua pureza, que interfere diretamente na capacidade de captação de energia solar e na conversão para energia elétrica. Até 2018, aproximadamente 85% dos sistemas solares instalados eram feitos de silício.

 

Monocristalinos

 

Os painéis de silício monocristalino são os mais antigos e mais eficientes. São fabricados a partir de um cristal puro de silício e fatiados de forma individual, para que se transformem em células fotovoltaicas únicas. Ele é facilmente reconhecível apenas ao olhá-lo, pois possuem uma cor uniforme (azul marinho,, cinza, azul acinzentado ou preto) que indica a pureza do silício. Suas células têm os cantos arredondados.

A principal vantagem desse tipo de módulo é sua alta eficiência, além de que ocupam menos espaço pois por serem mais eficientes, não necessitam de muitos módulos. Funcionam bem em pouca luz e tem a vida útil de aproximadamente 30 anos. Por outro lado, são um pouco mais caros pois sua fabricação (processo Czochralski) é complexa.

 

Policristalinos

 

Nos módulos policristalinos, o silício é fundido em um bloco (e não em lâminas separadas como no mono). São muito similares aos monocristalinos em questão de eficiência, porém, são mais fáceis de produzir. Suas células são retangulares e alinhadas, encontradas sempre em azul ou cinza. A maior vantagem dos módulos policristalinos é ser quase tão eficiente quanto os mono, mesmo sendo mais baratos, além de produzirem menos resíduos durante a fabricação, pois

o processo de corte é mais simples. Assim como os mono, tem sua vida útil de aproximadamente 30 anos. O lado ruim, é que ele ocupa mais espaço pois necessita de mais módulos por não ter o silício tão puro quanto os monos.

 

Filme fino

 

Os módulos do tipo filme fino são construídos depositando várias camadas finas de material fotovoltaico, como silício amorfo, telureto de cádmio, cobre, índio, gálio seleneto ou células solares orgânicas. Por não serem produzidos com materiais tão puros quanto os cristalinos, tendem a ter sua eficiência reduzida, mas algumas tecnologias de filme fino já estão chegando perto da eficiência dos policristalinos. Sua fabricação é mais simples e pode ser produzido em massa, o que reduz seu custo. São esteticamente bonitos, mas ocupam muito espaço para serem instalados, por isso dificilmente são uma opção viável para residências. Também é difícil prever a vida útil dos módulos de filme fino, pois tendem a degradar mais rápido dependendo das condições climáticas do local onde é instalado.

 

Restou alguma dúvida? Entre em contato com a gente que iremos te ajudar a escolher o melhor tipo de módulo para o seu sistema.

 

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Curta este Post
Please reload

POSTS EM DESTAQUE

Energia Solar e Agronegócio, parceria que dá certo!

26/09/2019

1/8
Please reload

POSTS RECENTES