Buscar

Energia solar On Grid e Off Grid: você conhece a diferença?



O uso da energia solar na geração de eletricidade tem crescido tanto no cenário energético mundial quanto no brasileiro. Essa maior popularização é consequência de alguns fatores decisivos, tais como aumento da eficiência, redução dos custos de investimento e possibilidade de escolha da energia solar on grid e off grid.

Porém, antes de adquirir os painéis fotovoltaicos utilizados para a geração energética, a seguinte questão precisa ser respondida: Qual sistema fotovoltaico utilizar? On grid (ligado à rede da distribuidora) ou off grid (totalmente independente)?

Veja então as principais diferenças entre a energia solar on grid e off grid e saiba qual modelo escolher.

O que é o sistema on grid?

No sistema on grid (“na grade”, em tradução livre), também chamado de grid-tie, o sistema fotovoltaico instalado fica conectado à rede de distribuição de energia pública. Essa característica permite duas possibilidades:

1ª possibilidade - Caso o sistema on grid produza mais energia do que a residência/empresa consumir, a energia excedente volta para a rede pública, sendo transformada em crédito de energia, que pode ser utilizado em até 5 anos.

Esse crédito funciona como se a residência ou empresa estivesse “emprestando energia” para a rede pública, podendo consumi-la em outra oportunidade.

2ª possibilidade - se o sistema consumir mais energia do que sua capacidade de produzir, a rede pública fornece a energia restante necessária, que será cobrada mensalmente na conta de luz. No entanto, com a utilização do sistema fotovoltaico o valor da conta de luz é reduzido drasticamente na maioria dos casos.

Na hipótese de o sistema fotovoltaico não produzir energia o suficiente no mês em questão, caso nos meses anteriores tenha sido gerado um crédito de energia, ele será utilizado e, então, não haverá custo para utilizar a energia pública, pois será como se a rede estivesse “devolvendo a energia excedente que você emprestou”.

Porém, para harmonizar o sistema on grid com a rede pública, há a necessidade de adotar os inversores interativos. Estes, além de realizar a ação de harmonizar, também convertem a energia gerada pelas placas solares em corrente contínua (CC), transformando-a em energia elétrica de corrente alternada (CA).

Este sistema, quando é dimensionado de forma equilibrada, permite que a residência ou empresa cheguem a uma conta em que apenas o custo de disponibilidade precisa ser pago.

O que é o sistema off grid?

No sistema off grid (“fora da grade”, em tradução livre), o sistema fotovoltaico instalado não apresenta nenhuma conexão com a rede pública.

Dessa forma não é necessário pagar a conta de luz. Porém o empreendimento precisa de um banco de baterias que irão armazenar o excesso de energia gerada. Isso fará com que o ambiente se mantenha funcional, mesmo em momentos em que não seja possível a produção da energia, caso dos períodos noturnos.

No sistema off grid todo o excedente de energia produzida pelos painéis fotovoltaicos é armazenado nas baterias estacionárias, e o prazo para a utilização da mesma depende do modelo de bateria instalado junto ao sistema fotovoltaico.

Além do banco de baterias estacionárias, o sistema off grid também exige a utilização de inversores elétricos. Estes inversores convertem a corrente contínua gerada pelas placas solares e o armazena nas baterias em corrente alternada.

Como escolher entre a energia solar on grid e off grid?

Para saber qual o sistema fotovoltaico ideal para sua residência ou empreendimento, há a necessidade de fazer uma avaliação sobre alguns pontos de importância, principalmente aqueles relacionados à estrutura e localização do local onde será instalado o sistema.

Vimos que a principal diferença da energia solar on grid e off grid relaciona-se à conexão ou não com a rede elétrica pública, onde o sistema on grid fica ligado à rede pública, enquanto o off grid é 100% independente.

Sendo assim, o sistema on grid é mais comum e também mais indicado para áreas urbanas e áreas que tenham fácil acesso à rede de energia pública. O sistema off grid, por sua vez, é recomendado para áreas remotas, caso de ambientes rurais e em casos onde a conexão com a rede pública não seja uma opção, como trailers, pousadas e fazendas distantes do centro urbano.

Por outro lado, o sistema on grid depende do funcionamento da rede pública para funcionar, ou seja, na ocorrência de alguma falha elétrica na rede pública você também ficará sem energia, mesmo produzindo sua própria energia.

Já no sistema off grid, como é 100% independente, você não sofre com a falta da energia pública, pois ela estará armazenada nas baterias. Porém, em razão da exigência das baterias, o sistema off grid é mais caro, quando comparado ao sistema on grid.

A tabela abaixo exemplifica bem as vantagens e desvantagens da energia solar on grid e off grid.




Como vimos, os casos são únicos e não existe uma regra padrão para escolher entre a energia solar on grid e off grid. Por isso, a ação mais correta será contatar um profissional da área para que que ele dê um melhor direcionamento sobre qual sistema utilizar.

Se você gostou desse conteúdo e quiser saber mais sobre essa e outras questões relacionadas a energia solar, confira agora mesmo nosso blog clicando aqui.

0 visualização
NOSSOS
TELEFONES

(48) 3626-8572

(48) 9 9104-1088

NOSSAS UNIDADES

Matriz Tubarão/SC: BR 101, Km 332

Filial Sombrio/SC: R. Padre João Reitz, n° 700

Filial Campo Bom/RS: Av. Carlos Strassburger, n° 5796

DE SEGUNDA
À SEXTA

08:00 às 12:00

13:30 às 18:00

SIGA-NOS
NOSSOS SERVIÇOS
ENCONTRE-NOS

Nossa matriz fica localizada nas margens da BR-101.

Rua Amarildo José da Rosa, 1830, Revoredo, Tubarão - SC, 88704-460

Nossas filiais estão localizadas nas cidades de Sombrio/SC e Campo Bom/RS.

 

PARCEIROS

© 2020 Reevisa Energia Solar